Trabalho infantil persiste no País

Levantamento do Unicef indica que 638 mil crianças entre 5 e 14 anos trabalham no Brasil. Trabalho infantil é uma “causa significativa” do abandono escolar.

O estudo Iniciativa Global pelas Crianças Fora da Escola, do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), também alerta para a persistência do trabalho infantil, o que prejudica o direito dessa população à educação. São 638 mil crianças entre 5 e 14 anos nessa situação, apesar de a legislação brasileira proibir o trabalho para pessoas com menos de 16 anos. O grupo representa 1,3% da população nessa faixa etária, mas para o Unicef não pode ser desconsiderado porque o trabalho infantil é uma “causa significativa” do abandono escolar.Segundo o secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, César Callegari, o estudo traz uma fotografia importante dos desafios que o Brasil tem: garantir a educação para todas as crianças e jovens, incluindo não só essa parcela da população, mas favorecendo sua permanência na escola.

[Estado de Minas (MG); Diário de Pernambuco (PE) – 01/02/2012]